quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Conto: Raíssa, a filha do pastor.

Esta é a história de Raíssa (fictícia). Uma filha de pastor, que não vigiou sua vida e cometeu diversos erros. Acompanhe:

Desde pequena, seu pai, um pastor temente aos caminhos do Senhor, sempre a guiava pela mão, para  ela nunca tropeçar, nunca cair, nunca chorar. A protegia de tudo com toda sua vida. Sendo filha única, fora muito mimada... Ele sempre lera para ela, enquanto dormir, cada livro dos Salmos. Sua mãe, uma missionária de respeito, sentia muito orgulho dela. 

Raíssa tinha uma belíssima voz, e quando cantava, toda a igreja chorava e se alegrava. Era, por muitas vezes, escolhida para projetos e obras de caridade, e nos cultos de jovens era a 1ª a cantar. Seu amigo Luís, a admirava, por sua voz e por sua beleza. Ora, ela era uma jovem linda, de pele morena, cabelo castanho-escuro comprido e olhos esverdeados. Até que um dia, o orgulho chegou no coração de Raíssa, fazendo-a admirava outras coisas. 

Ela gostava do mundo, e em seu coração sempre dizia que quando crescesse, sairia da igreja, pois não aguentava mais os irmãos e nem o pai que era pastor e principalmente Luís. Na sua escola, Raíssa era totalmente diferente da igreja. Era conhecida como ''Isa''. A mais descolada. Usava um top, e uma saia bem curta, só para farrear com seus amigos. Quando era pra voltar pra casa, trocava as roupas, por saias compridas e blusas de manga longa. Ela chegava sempre tarde em casa, mas, seus pais não se preocupavam pois confiavam muito nela.

Os amigos de escola dela eram diferentes dos amigos da igreja. Eram corrompidos, com o corpo cheio de tatuagens, piercings e bebiam muito. De DEUS nem queria papo. Raíssa estava entrando na  onda deles. 

Quando começou a faculdade de letras, se separou de suas amizades e conheceu sua paixão: Pablo. Ele tinha uma moto e convidou ela para dar uma voltinha. Ela subiu e deu uma volta pela cidade, agarrada nele, ela sentiu algo que nunca sentiu "será amor"? Eles pararam na frente de um bar, desceram e ele a convidou:

-Você vem?
-Ah, eu não sei sabe é que eu nunca bebi.
-Gata, a vida é curta! aproveite. E a propósito, suas pernas são lindas.

O ego de Raíssa inflamou. Todos admiravam sua voz, mas ninguém falara de nenhuma parte de seu corpo até agora. Ela entrou no bar com Pablo e beberam vodca. Logo, ela sentiu a garganta queimar. Seu celular tocara. Era Luís:

-Quem é gata?
-É um nerd da igreja.
-Vai atender?
-Não, ele é muito chato. é obcecado pela igreja.

E o telefone tocou de novo. E ela atendeu com o tom de grosseria:

-O que é? tá me vigiando agora é?
-Lembra que hoje a gente tinha que planejar o nosso projeto? estou te esperando a tarde toda...
-Tá, tá, eu já vou.

E desligou o telefone e voltou para o copo de vodca. Resolveu se despedir de Pablo:

-É, parece que vou ter que ir embora.
-Esquenta não eu te deixo lá.

E na mais rápida velocidade, ele a deixou na porta da casa de seu amigo.

-Tchau.
-Ei gata, vem cá.

E a puxou e deu um beijo nela. Meio zonza, andou até a porta e mandou um beijo de volta para Pablo. Luís, da janela, observou tudo:

-Raíssa, quem é aquele cara que te beijou.
-É um amigo.
-E que cheiro é esse?
-O que foi agora? Virou meu pai? Já sou grandinha para tomar minhas decisões.
-Seu pai sabe dele.
-E nem vai saber, ele pode ser pastor, mas na minha vontade mando EU!
-Raíssa, isso que você está fazendo é errado. Usando roupa curta, bebendo, saindo com rapazes...DEUS não aprova.
-Luís para  de ser babão.

Essas palavras magoaram Luís. Raíssa não sabia, mas ele a amava e estava querendo há tempos pedi-la em namoro, e pedi permissão para o seu pai. Agora, ele conheceu a verdadeira Raíssa:

-Vamos começar esse projeto idiota, eu quero ir para casa dormir.
-Acho melhor você ir para casa. Amanhã planejamos.
-Mandou vim para cá, pra nada? Dane-se.

E saiu furiosa pela porta. Foi para casa, chegando lá, sua mãe a interrogou;

-Onde estava mocinha?
-Não é da sua conta! - seu pai respondeu em um tom alto:
-Como ousa falar assim com sua mãe!
-Já sou bem grandinha. não preciso ficar nesta casa e nem ter que ir pra igreja com vocês. Odeio aquele lugar!
-Retire o que disse.
-NÃO!- sua mãe já estava em prantos.

Ela subiu para arrumar a sua mala e seu pai subiu junto.

- Minha filha, pense com calma.
-Não pai já chega vou viver minha vida. Adeus!
E virou as costas para sua família. Sua mãe já estava em desespero.

Na esquina Pablo estava esperando por ela, na sua moto preta:

-Até que enfim, já tava contando os minutos.
-Pablo! - e o beijou ardentemente.- me leva embora daqui.
-Para onde?
-Que tal um motel?

E foram para um motel. Raíssa estava mesmo disposta a se entregar para um homem que nem conhecia? E chegando lá, ela se entregou para ele... não pensou em seus pais, igreja, amigos, somente em Pablo...

No manhã seguinte, Pablo não estava mais na cama. Ela ligou para o seu telefone e ele não atendia. Correu como louca pela cidade atrás dele. Ficou imaginando a fúria do seu pai quando descobrir o que ela estava fazendo. Decidiu procurar Pablo, talvez tivesse saído para encher o tanque da moto, eis que não foi para sua surpresa que ela viu, Pablo beijando uma loira na praça?
Aquela imagem jamais sairia da sua cabeça. Na mesma hora, ela saiu correndo e puxou os cabelos da mulher:

-Tira essa louca em cima de mim.
-Larga ela sua louca!
-Eu sou louca? Pablo porque estava beijando essa vadia?
-Ela é minha noiva.
-Mais ontem...nós...você...
-Que foi? ficou gaga? eu nem te conheço sua louca, vamos embora daqui amor.

Deixou Raíssa sozinha na praça, enquanto saia de mãos dadas com sua noiva. Ela ficou arrasada. Largara sua família por ele, e ele a usou e a descartou como lixo.

Não poderia voltar mais para casa...Não desse jeito, sem honra, sem dignidade. Seu pai jamais a amaria. Passou meses nas ruas pedindo esmolas, passando fome e frio, até que caíra em si, o tanto que ela estava precisando novamente de DEUS. E pensou consigo:

-"Vou voltar pra casa do meu pai. lá vou ser sua empregada doméstica, pois não mereço ser chamada de filha."

 E foi suja, maltrapilha para casa do pai. Quando chegou em casa, seus pais estavam preocupados, e Luís estava lá muito nervoso. O pai de Raíssa, foi logo dizendo:

-Minha filha onde estava? - E a abraçou mesmo suja.

Sua família a abraçou e seu pai comemorou. Chamou os irmãos da igreja, e deram uma festa pelo retorno da sua amada filha. Deram banho, pentearam os cabelos e vestiram nela a melhor roupa. 
Alguns meses, depois, Luís a pediu em namoro, ela ficou com receio pois não era mais pura. Então ele disse um versículo da Bíblia para ela:
''Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo2 Coríntios 5:17''
Ela chorou e o beijou e se arrependeu por não ama-lo, como ele a amava. Em menos de pouco tempo, eles noivaram e se casaram.

Quando ela saiu da igreja, em um culto de domingo, avistou Pablo como mendigo na porta da igreja. Ele foi até ela e disse:

-Você está bonita. Sabe ainda te amo.
-Jesus te ama.

E deu as costas para ele e entrou no carro do seu marido. Luís se tornara pastor e ela missionária, ambos espalham a palavra de DEUS e se amam de verdade...

Amados e queridos irmãos, Raíssa brincava de ser crente. Ela amava as coisas mundanas e arcou com suas consequências, e no final ela entendeu que seu lugar, era no santo lar de DEUS. Espero que tenham gostado do conto e que ele possa refletir em sua vida.

Fiquem com a paz do Senhor e que esta paz reine em nossos corações para todo o sempre.

Amém.

Sandreanny Crystine.



9 comentários:

  1. Pode ver é dessa maneira mesmo, conheço pessoas que passaram por isso mesmo!!!
    O melhor lugar é aos Pés do Salvador!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amiga, que bom ver você por aqui.
      Verdade, o melhor caminho, é do
      lado de Jesus. Abraços.

      Excluir
    2. boa noite irmã!! eu creio que acontece.. isso muito por ai, são pessoas criadas dentro;do evangelho que se deixam levar...pelas coisas desse mundo,que não tem nada a oferecer,embora muitos acham que sim,parabéns pra vc;por compartilha.. essa história com a gente,DEUS ABENÇOE E LHE GUARDE!!

      Excluir
    3. Obrigada pelo comentário e que DEUS te abençoe
      grandemente também.

      Excluir
  2. Nossa ainda bem que ela se voltou e que o Pablo quis ela mesmo assim. Bela história!




    http://elaecrista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edmara quem casou com ela foi o Luís, o rapaz da igreja dela. O Pablo era o garoto perdido, que virou mendigo no final da história. ;)

      Excluir
  3. Que benção! Gostei do conto! É bom pra refletirmos!

    http://kellyluque.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

❀¸¸.*♥*.¸¸.*☆ ❀
Não vai embora sem deixar seu comentário.
Sua opinião é muito importante para mim!♥
❀ ¸¸.*♥*.¸¸.*☆❀