Falando em virgindade...

“Porque Deus não nos chamou para a impureza, mas para a santidade.” 1 Tessalonicenses 4:7


Antes de começar a escrever, convido vocês a fazer uma pequena reflexão.

Faz de conta que você está em um grupo, e nesse grupo surge uma maçã, muito formosa, vermelha, aparentemente muito deliciosa, mas cada pessoa desse grupo dá uma mordidinha nessa maçã, e por último essa maçã chega até você! Toda mordida e babada! E aí o que você faz? Você vai querer essa maçã para você?

Bom, essa reflexão é muito citada no meio cristão. A maçã representa a menina ou o menino que se entregam a muitos relacionamentos… Porém, o que eu quero falar aqui através desse texto é algo que sai do coração de Deus.
A gente não quer uma maçã dessas né?

Neste fim de semana, assistir a um filme (de péssimo mau gosto), intitulado de "O Diário de uma Virgem", onde uma garota, que por (má) influência da irmã e das amigas, faz uma lista para perder sua virgindade com o cara mais popular de uma festa e assim ser aceita no mundo da faculdade. Não aguentei assistir nem 15 minutos. Além da pouca vergonha e das piadas infames, o filme não acrescenta em nada na vida de ninguém, a não ser uma boa dose de raiva e dor de cabeça.
 Porquê a sociedade cisma em zombar de quem preserva a virgindade?

Vivemos em uma sociedade onde ser virgem é sinônimo de ser careta, cafonice, fora de moda. Se a menina é virgem, é uma bobona, é brega. Se o menino é virgem, é um idiota. Absorvemos durante toda a adolescência muitas informações sobre sexo, e somos condicionados a acreditar que perder a virgindade cedo é algo maneiro, além de sermos totalmente bombardeados pela mídia, com toda forma de música, filme, novela e imagens sexuais fortemente atrativas.

No convívio social, também sofremos o apelo dos amigos que já possuem vida sexual ativa. Isso tudo somado à falta de diálogo com os pais sobre sexo e a falta de princípios espirituais levam milhares de jovens a querer experimentar o sexo antes do casamento. Neste sentido, ser cristão e manter-se puro sexualmente é um grande desafio que nem todos conseguem alcançar. Quando uma pessoa deixa de ser virgem, ela experimenta algo que Deus reservou para as pessoas casadas e diante disso vive suas consequências como a vergonha moral e a frustração emocional, além do perigo da gravidez precoce e das doenças sexualmente transmissíveis .
Mesmo que para o mundo o sexo fora do casamento seja algo normal, para Deus não é e nunca será!

Mas, e se você não for mais virgem, o que fazer?

O arrependimento é o primeiro passo. Deus é misericordioso e perdoador. Quando nos arrependemos diante de Deus, Ele é fiel e justo para nos purificar e nos restaurar. O verdadeiro arrependimento consiste em reconhecer o seu pecado e parar de cometê-lo. É possível! Creia!

Outra questão importante é se dedicar a conhecer os princípios de Deus até que eles estejam consolidados em sua mente. Nossa mente é um terreno e vai dar frutos conforme a semente plantada.  Se a semente plantada foi a corrupção sexual, sua tendência será corromper-se, se a semente foi princípios bíblicos, sua tendência será conter-se.

Se você não é mais virgem há solução para você! Deus pode escrever uma nova história para você!
Não é fácil se guardar sexualmente, mas imagine que maravilhosa será a sua lua-de-mel e a sua vida de casado!  Desfrutar do prazer sexual sem nenhuma culpa, que lindo! Esse é o desejo de Deus para você! Lute pela santidade. Valerá a pena.

Não tenha vergonha da sua virgindade! Tenha orgulho!

E se você é virgem e se relaciona com alguém que não é mais virgem, mas que se arrependeu e vive firmado(a) em Deus, perdoe e creia na restauração dessa pessoa.
 Deus é fiel.

Fique na paz do Senhor


Comentários

Postar um comentário

❀¸¸.*♥*.¸¸.*☆ ❀
Não vai embora sem deixar seu comentário.
Sua opinião é muito importante para mim!♥
❀ ¸¸.*♥*.¸¸.*☆❀

Postagens mais visitadas