Nossas escolhas dependem dos nossos atos: Capítulo 10


Capítulo 10

Estava afundada em meus pensamentos, em meus delírios, imaginando Felipe e eu, em um barquinho pelos rios de Veneza, e de repente Felipe me beijava docemente...
— Clara? Tudo bem? Então, o que me diz? — Perguntou Felipe
— Sobre o que? - Perguntei meio confusa
— Sobre o que acabei de perguntar. O ensaio da igreja. Posso ir junto?
Então, ele não não havia me convidado, eu havia imaginado tudo? Ele só queria conhecer o ensaio da igreja? Meu Deus que vergonha;
— Ah, sim... o ensaio.. eu sempre saio de casa as 6:30h e passo na casa da Mila. Se quiser ir para conhecer a rotina, pode ir, assim você conhece os jovens e quem sabe, faz até amizades né?!
— É quem sabe.. Vejo você lá. Tchau. — Falou Felipe enquanto se virava para ir embora.

Meus pensamentos estavam descontrolados. Eu imaginei que Felipe havia me convidado para sair. Quase que passo um mico ali. Ainda bem que estava só nós dois. 

Mais na frente, perto de uma árvore, as meninas estavam me esperando. Ansiosas e com um sorriso maroto no rosto:
— Então? O que ele perguntou para você? Vão sair em um encontro?  Perguntou Mila.
— Não. Ele só queria ir para o ensaio, para conhecer melhor os jovens da igreja. E eu...
— Eu o quê?— Perguntou Mila novamente.
— Nada não. Vamos andando? Já tá ficando tarde.
— Meninas... Eu posso ir também? — Perguntou Priscila timidamente
— Que legal Pri, você querer ir para a igreja! Claro que pode!  Falei empolgada. Priscila sorriu para mim. Andamos as três, rindo e conversando muito.

Chegando em casa, comecei a ouvir o CD da Aline Barros, que usaria para que os jovens cantassem no domingo à noite. A música seria "Geração Bem Aventurada". E daí lembrei do trabalho de espanhol. Eu já havia concluído e até coloquei o nome do Felipe, apesar dele não ter me ajudado, mas, como eu estava me dando bem com ele resolvi colocar... Toda vez que lembrava do Felipe, meu coração batia forte... Felipe, como eu queria que você soubesse... 

Copiei a letra da música, e falei para minha mãe que ia sair para tirar uma xerox. Fui na livraria, lá tinha uma copiadora. Pedi para a moça tirar umas 10 cópias. Coloquei as folhas na minha pasta cor de rosa para não sujar.  
Enquanto caminhava na rua, vi Felipe em uma oficina com um macacão sujo de graxa. Ele não me viu.  Mesmo daquele jeito, ele continuava bonito "Clara para com isso. Tá parecendo a Mila." 
Resolvi passar para dizer um "Oi" ou qualquer coisa. Estava tão nervosa, que estava rindo sozinha.

 Atravessei a rua. 

— Oi Felipe!  Falei bem animada
— Oi Clara, tudo bem? — Deu um sorriso torto enquanto recolhia as ferramentas.
— Tudo. Acabei de tirar as xerox da música. Você vai ao culto hoje? Papai quer muito ver você lá. sabe tem um tempo que não te vi mais na igreja. E para meu pai, passou dois dias sem ir, já tá desviado.
— Não se preocupe, não estou desviado. Eu vou hoje.
— Parece que você trabalha a beça. Felipe... Eu..  Nisso apareceu um outro garoto, com macacão azul sujo de graxa, e nos interrompeu.
— Ei Felipe, quem é essa belezura aí? É sua garota?  Falou enquanto olhava para mim. Aquilo estava me deixando desconfortável.
— Mais respeito Mike. Ela é a filha do pastor.  Falou Felipe em tom de voz sério
— Então não é sua namorada? E aí gata? Eu to disponível viu!?  Que garoto grosseiro. Será se ele não percebia que eu não estava a vontade com aquela conversa.
— Olha, me desculpe mas não sei que tipo de meninas você conhece ou tem se relacionado, mas, eu me dou respeito e não saio com qualquer um.  Percebi que ele ficou com raiva.
— É o veremos. Já vi muita filha de pastor bancar a santinha, mas no fundo são todas assanhadas.
— Mike, já chega!!! É melhor parar com isso, e respeite a Clara!- Felipe falou em tom de voz que me espantou. Ele me defendeu daquele cara.
— Calma cara. Olha o estresse. Já parei! — Dizia o garoto em um tom de sarcasmo, olhando para mim. Eu não gostava nada, nada dele.
— Melhor eu ir embora. Desculpe por incomodar.  Dizia.
— Vejo você na igreja, Tchau.

Cheguei em casa e papai estava de malas prontas. Ia viajar de novo em uma conferência de pastores e e mamãe ia junto dessa vez. Iam ficar uma semana fora:
— Ah mãe. você não pode ficar. A Júlia sempre quer mandar em mim!
— Ela é a mais velha, Clara, e você tem que obedecer. Prometam que não vão brigar!  Falou minha mãe:
— Prometo.
— Nada de festas na minha ausência e nada de dormir tarde.  Ordenou meu pai. 
— Ok pai, eu vou obedecer.  Falei fazendo continência.
— Filha a Júlia vai chegar um pouco tarde hoje por conta do serviço, então não se atrase para ir a igreja.
— Fica com Deus filha.- Falou papai enquanto beijava minha testa.
Eles entraram no carro e mamãe acenava para mim da janela. Vida de pastor era difícil, raramente meu pai e minha mãe ia ao cinema, ao parque, eles viviam para a obra de Deus e isso me deixava tão feliz.

Tomei meu banho, usei o vestido que mais gostava: rosa. Me perfumei e peguei a minha Bíblia. Júlia chegou cansada do trabalho,  estava com dor nas costas e dor de cabeça, disse que não ia e que era para mim orar por ela.

Passei na casa de Mila, que estava com uma saia jeans linda e camisa preta de gola, e fui no carro com os pais dela que eram super gente fina.

O culto foi maravilhoso. Quem dirigiu foi o pastor auxiliar. Felipe apareceu e estava bem vestido, com uma camisa social branca e calça jeans. Ele sentou atrás. Quando eu fui louvar, ele estava olhando para mim, e eu corei. Teve uma pregação sobre perdão. E depois uma oração maravilhosa.
No fim, todos nós nos confraternizamos, e fiquei surpresa em ver Felipe confraternizando com os demais irmãos, até com as fofoqueiras da igrejas, as irmãs Tereza e Marta, apertaram a mão dele. 
Mila me avisou que os pais dela e ela iam comer em uma pizzaria. Quer dizer que eu ia para casa sozinha?

— Vou acompanhá-la para casa. Ordens do pastor.  Falou uma voz conhecida
— O quê?  Perguntou toda boba
— Seu pai passou na oficina, para reparar o carro para poder viajar e me pediu para cuidar de você.
— Sério?  Estava ficando corada, meu coração estava disparado.  Papai não tem jeito.
— Parece que seu pai confia em mim.
— Você é uma boa pessoa. E sobre hoje desculpa pela má impressão que causei no seu trabalho.
— Meu colega de trabalho é um idiota. Só pensa em beber e em promiscuidades. Vamos indo. 

Da minha casa até a igreja era uns trinta minutos, de carro o tempo era reduzido. Era só dez.
Eu não me importava de andar até a minha casa. Desde que Felipe estive ali do meu lado... 
Ficamos o caminho inteiro em silêncio. Ele ficava lindo sério.
Quando chegamos em casa, Felipe resolver falar.
— Clara, acho bom você não ir mais a oficina, o Mike ficou interessado em você de uma maneira que eu não gostei. Ele não presta.  Ele estava com ciúmes de mim
— Tudo bem Felipe, eu não gosto dele. Não tenho interesse nem por homens com o perfil dele. Eu...
— Boa noite Clara. — Ele me interrompeu. — Amanhã tem ensaio você precisa dormir.
— Boa noite Felipe.  Ele virou as costas e se foi. Aquele menino mexia comigo, me levando em casa pela segunda vez.

Eu queria tanto dizer que o amava... Mas, não queria precipitar-me!

Tranquei a porta da frente. Júlia estava dormindo. Entrei em meu quarto. Vesti minha camisola. Estava sendo uma noite perfeita. Meu aniversário seria daqui uma semana e com certeza queria ver Felipe presente.


E aí gostaram? Não perca o próximo capítulo♥

PROXIMO CAPÍTULO


Comentários

  1. AAAAAAAAMMMMMMMMMMMMMEEEEEEEEEEEEEIIIIIIIIIII e já não to gostando desse tal de Mike!

    ResponderExcluir
  2. Nossa que bela escritora vocs estão se saindo em? kk' continuem e não desistam ♥
    Beijos ♥
    Filha do Rei | Deixe Seu blog de cara nova! encomende seu Layout

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Larisse porque vc coloca esses links nos comentários? Não é querendo ser chata, mas vc devia parar. Isso é spam fofa. E é chato tbm.

      Excluir
    2. Não Bya. Ela pode colocar links nos comments kkkkk. O que eu não gosto é de SDV. Abraços

      Excluir
  3. San que história perfeita. Amei. Você e sua irmã estão de parabéns.

    ResponderExcluir
  4. Amando sua historia San. Também não gostei dessa tal Mike. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Karina. Nossa o Mike já apareceu causando péssimas impressões né?! Kkkk

      Excluir
  5. Apaixonada pela história.Felipe acho que tem alguém gostando de você!!!
    Dê os parabéns a sua irmã por mim,San.
    Beijinhos ♥

    http://pensamentosdeumacrista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi My, fico tão feliz com seu comentário. Minha irmã amou saber que você gostou da história dela. Ah e ela amou o seu blog.

      Excluir

Postar um comentário

❀¸¸.*♥*.¸¸.*☆ ❀
Não vai embora sem deixar seu comentário.
Sua opinião é muito importante para mim!♥
❀ ¸¸.*♥*.¸¸.*☆❀

Postagens mais visitadas