segunda-feira, 27 de abril de 2015

Nossas escolhas dependem dos nossos atos: capítulo 19


Capítulo 19

Continuação do capítulo anterior

O que eu acabei de ouvir? Felipe não vem para minha festa?

— Entendo. Então, você vai para a festa da Shirley, é a festa vai ser mais legal, vai ter mais gente... – Felipe me interrompe
— Clara, o que está falando? Eu não vou para a festa da Shirley. Até rasguei o convite! Eu não posso ir a sua festa, porque tenho que resolver uns assuntos pessoais... Quando tudo se resolver, eu explico melhor. Tudo bem?
— Tudo bem. Só de saber que você não vai para a festa da Shirley já fico feliz.
— É? Por quê? 

— Porque ela tá louquinha por você e, vai fazer qualquer coisa para você gostar dela!
— Mais você sabe que ela não faz meu tipo. Além do mais, meu coração já tem dona.
— Hum, e eu posso saber quem é a sortuda?
— Tudo ao seu tempo, Clara.
— Você já me disse essa mesma frase, outro dia...
— Foi? Nem me lembro. Preciso ir, Clara. Vou ter que trabalhar em hoje. E não esqueça: amanhã na biblioteca, começa minhas aulas, ok?

Observo Felipe ir embora. Continuo meu caminho e me encontro com minhas amigas:

— Então, Clara, ele vai na sua festa? – Pergunta Mila.
— Não, ele não vai poder ir.
— Então, ele... vai na festa da Shirley?  Perguntou, com curiosidade, Priscila.
— Também não. Segundo ele, vai passar lá em casa, para conversar melhor.
— Hum, sinto cheiro de declaração de amor!  Brincava Mila
— Pára, Mila. Ele só me ver como uma amiga, nada mais. Ele não é como a tonta aqui, que criou altas expectativas. Hoje vi a Shirley dando em cima dele na biblioteca.
— Cara, essa menina é uma sem-vergonha! – Falou Mila
— Mas, quer saber, ela pode até tentar. Nenhum homem gosta de mulher fácil desse jeito. Essa menina parece não ter amor-próprio! Vamos para casa?

Júlia ainda não havia chegado do trabalho. Era tão estranho ver a casa vazia. Papai e mamãe faziam tanta falta, mau podia esperar para que a viagem deles acabasse logo. Meu aniversário estava chegando e eu queria muito eles presentes em minha festa.

A tarde passa calma e silenciosa. Preparo o almoço, carne com arroz e salada e vou para meu quarto fazer a lição. Ainda estou preocupada com minhas notas e estou com medo de ficar reprovada.
Logo, a noite cai. Júlia chega exausta do trabalho, porém com um sorriso no rosto. Jantamos juntas. Abrimos exceções e comemos o que mais gostamos: batatas-fritas com refrigerante. Em seguida, vou para o meu quarto dormir. 

Assim que fecho os olhos, já amanheceu!

Vou correndo tomar café. Não quero chegar atrasada na escola. Passo na casa de Mila, que está super preocupada com a prova de ontem. Ela não contou nada a mãe dela. Chegamos na escola. Felipe já estava na sala de aula, e tenho a leve impressão de que ele está sorrindo. Sento ao seu lado. As aulas de Química e Espanhol passam rápido.  Entrego o trabalho em dupla de Espanhol. Estava super ansiosa pelo intervalo, para ter aulas com meu “professor particular”. 

Assim que toca o sinal, vou à biblioteca. Mila também vem junto, afinal, ela não quer levar bomba de novo em matemática.

Felipe começa pelo básico. Aquilo tudo parece grego para mim. Não consigo entender absolutamente nada! Mila faz os cálculos e Felipe a elogia. Fico com um pouco de ciúme. Faço os cálculos também e Felipe me olha sério:

— Clara, tem certeza de que isso está correto?
— Eu não sei, você é o professor! – Falo chateada.
— Está errado! Está prestando atenção pelo menos? Faça como a Mila, viu?! Ela está prestando atenção!

Aquela aula não estava saindo do jeito que eu queria! Era oficial: detesto Equações de 2º grau! E Felipe só estava elogiando a Mila! E eu? Ai meu Deus! Estou com ciúmes! Dele com a Mila? Tenho que parar com isso! Tenho que me concentrar no meu dever. O sinal toca, nos avisando que o intervalo acabou. Felipe elogia mais uma vez Mila.

— Muito bem, Mila. Gostei de ver que aprendeu tudo direitinho, exatamente o que ensinei. Você vai longe assim.
— Não lanchei hoje, mas, valeu a pena. Obrigado Felipe. Agora sim eu tiro um dez!

Fico zangada, mas, não demonstro. Será que a menina que Felipe gosta... É a Mila??? Tenho que parar com essas paranoias!

Voltamos para a sala. Não falo com Felipe em nenhum momento. Custava ele me ensinar direitinho? Depois de duas aulas, o sinal da saída toca e vamos para casa.

Chego em casa, faço meu almoço, tomo um banho e à tarde, assisto tevê. Adoro assistir ''iCarly''. Aproveito e abro um pote de sorvete de chocolate. Não quero saber de matemática, apenas de sorvete e da minha série favorita.

A campainha toca, nisso me espanto e deixo sorvete cair na minha blusa, a sujando.
 Abro a porta, sem nenhuma vontade, quando quase engulo meu coração: Era Felipe, carregando um monte de livros!

— Então, o que minha aluna está fazendo?


♥Continua...


PRÓXIMO CAPÍTULO

5 comentários:

  1. Ebaa !
    Continua ...
    Siim, e porque mesmo era o smile de Júlia ?
    Hum ..
    Beijãaao San.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kelly, que bom te ver por aqui ^.^
      Huummm, digamos que a Júlia está vendo novos horizontes...
      Acompanhe o próximo capítulo♥

      Excluir
  2. Clara com ciúmes?? Segure isso menina, o Felipe não gosta da Mila não! kkkk
    Esperando o capitulo 20! Felipe o "professor"! kkk
    Beijos San♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né?! Ela tem que ler o capítulo 12 para saber de quem o Felipe gosta, kkkk.
      "Felipe o professor?" Gostei. Assim ele vai fazer a Clara ter mais interesse nos estudos.
      Beijos Ann Lee

      Excluir
  3. Olá,
    Minha primeira vez aqui, e tudo muito lindo, parabéns,
    Te seguindo
    Bjos
    www.cantinhorestaurado.blogspot.com

    ResponderExcluir

❀¸¸.*♥*.¸¸.*☆ ❀
Não vai embora sem deixar seu comentário.
Sua opinião é muito importante para mim!♥
❀ ¸¸.*♥*.¸¸.*☆❀