Nossas escolhas dependem dos nossos atos: capítulo 30



Capítulo 30
*Antes de começar o capítulo, alguns avisos: Estarei revisando TODA a WebSérie, mudando algumas coisas. Vou tentar postá-la ao máximo! Este é o primeiro capítulo da 3ª Temporada. Espero que gostem!!
***

Faz dois meses que Felipe fora embora da cidade. Há dois meses não tenho notícias dele. Às vezes, conversamos pelo celular ou trocamos mensagens, mas, é tudo tão rápido.

Pelo que ele me informou, seu pai o colocou como estagiário em uma empresa. Eu realmente pensei que com o tempo, Felipe fosse voltar para casa, porém, acho que ele está gostando de viver na casa do pai.


Meu maior medo, é de que, os luxos que o pai dele oferece, o cegue, assim perdendo a vontade de servir a Deus.

Ainda sinto os beijos que ele me deu. Pareço uma tonta falando isso, mas, eu o amo. Vivo triste e chorando por qualquer coisa, acho que isso irrita a Mila às vezes. Ela reclama de que, eu ando sentimental demais e chorona demais. Se ao menos, Mila sentisse o buraco que carrego no meu coração, ela não falaria essas coisas. Ela só fala isso, porque nunca se apaixonou por ninguém.

Conseguir dinheiro suficiente para que o banco não tome nossa casa. Finalmente, sair daquele emprego cansativo. Tenho mais tempo para as coisas da igreja. Assim, quem sabe ocupo meus pensamentos...

Sei que só se passaram dois meses, mas, ainda sinto sua falta Felipe. Falta da sua companhia, dos seus conselhos, do seu raro sorriso... Saudade de você.

Agora, estou na sala de aula, em plena aula de Literatura Inglesa, escondendo minhas lágrimas. Se a Shirley me ver chorando, tirará sarro de mim. Ah, Senhor! Faça esse ano letivo passar mais rápido! Não quero mais ter que ir para a escola e sentir a ausência de Felipe. Quero ficar em casa, com a cabeça enfurnada no travesseiro.

Pelo menos, essa será a última semana de aula. Logo, iremos para o retiro da igreja. Minha mãe e minha irmã sabem o motivo da minha tristeza. Meu pai nem desconfia. Ele acha que eu estou triste, porque as aulas estão acabando. Ah, pai. Minha tristeza foi ocasionada por um garoto.

Mila aparece no meu quarto e pula na minha cama. Priscila e Rosane estão paradas na porta do meu quarto, com mochilas nas costas e bonés na cabeça. Hoje é o nosso primeiro dia de acampamento.

Mal posso esperar! (sinta o meu sarcasmo!)

— Nãnaninão! Você vai levantar é agora, Clara! Não pode perder esse sol maravilhoso lá fora! Anda! Vamos! Hoje é o grande dia! Vamos para o retiro, finalmente. 
— Não sei se quero ir. — Falo com o travesseiro no rosto.
—Você vai é uma ordem.

Depois disso, ela atirou meu lençol para longe, enquanto ordenava às meninas para que fizessem minha mala. Mais que Mila mais chatinha! Eu não quero acampar! Porém, se eu não for, meu pai vai achar estranho...

Levanto-me da cama, com a maior preguiça do mundo, e mando as minhas amigas me esperarem na sala. Quando eu terminar de me vestir, eu desço e entro na van.

Aproveito para enviar uma mensagem para Felipe:

*Oi. Bom dia!♥
*Oi, Clara.
*Estou indo para o acampamento...
*Que legal, Clara. :)
*Queria tanto q vc estivesse aqui. :(
*Não se preocupe. Estarei voltando em janeiro. Eu prometo. ;D

Me animo um pouco.... Que seja verdade. Que seja a mais pura verdade!

***

Assim que termino meu ritual de beleza, minha mãe coloca meu café e planta um beijo no meu rosto:— Espero que se divirta bastante e faça muitos amigos. Ah... Saudade de quando eu era jovem e acampava...

Minha mãe pirou? Pelo que me lembro, acampamentos são um tédio! Sem wi-fi, sem TV, sem shoppings, sem celular, sem computador, sem músicas. Eu já falei sem wi-fi? E principalmente, sem Felipe... Meu coração até dói ao pensar nele.

Termino o meu café e entro na van, que estava parada na porta de casa. Ao subir nela, todos os passageiros olham para mim "a filha do pastor". Como eu tenho raiva quando as pessoas ficam me encarando. Sento na cadeira, próxima a janela. Gosto de ver a paisagem. Distrai muito. Assim me desligo do mundo real. Um rapaz com uniforme de escoteiro fala algo na frente:

— Estão todos aqui?
— Siiiimmm!! — Foi a resposta que deram.
— Espere!!! Espere!!! — Uma voz desesperada podia ser ouvida ao longe.

Um garoto ruivo entra na van, sem fôlego e com o rosto completamente vermelho. Era Nelson! Perfeito! O garoto mais chato da cidade, vai acampar conosco! Me recuso a ir! Me recuso! Para piorar, Nelson acha logo de sentar perto de mim. Acho que esse garoto quer me tirar a minha paz de espírito:

— Oiiii Clarinha! Não é legal? A gente vai acampar??
— Oi, Nelson. É! É muito legal. Ficar sem eletricidade, sem wi-fi, sem assistir Tv e ainda ser picada por mosquitos! Que maravilha!
— Com certeza, vai ser massa! — Acho que o Nelson não sabe o que é "sarcasmo"!  — Ai, mal posso ver a hora de armar a barraca, e tostar os marshmallows e contar histórias de terror. e--

Sua voz é interrompida pelos meus fones de ouvidos. Coloca música ao máximo. Tô nem aí se vai me causar surdez. Só não quero ouvir a voz do Nelson. Ele é tão alegre, que às vezes chega a ser irritante. Mega, super, hiper, ultra irritante! Saudades do meu Felipe...

A música que tocava na rádio, não estava me ajudando nenhum pouco a esquecê-lo.
Fazia-me lembrar mais e mais dele:



So wake me up when it's all over
When I'm wiser and I'm older
All this time I was finding myself
And I didn't know I was lost♫

Melhor eu trocar de estação de rádio! Affs! Tudo está contra mim!


***

Chegando no retiro, que ficava perto de um imenso bosque, somos levados aos casebres. São até graciosos, devo admitir. Tem um certo charme rupestre. Vejo um lago com cisnes mais ao sul. Acho que vou gostar daqui. Talvez...

O nome do acampamento era: Anjos Guerreiros.

Depois das apresentações, o líder do acampamento dita as regras. Meu pai saúda os novos membros e depois fizemos uma oração, para que tudo ocorra bem conosco naquele retiro.
Fomos divividos em duas equipes: Os Lobos e Os Tigres. E adivinhem em que equipe o Nelson caiu? Sim! Na minha: Equipe dos Tigres!

Eu não tava nem um tiquinho empolgada com esse acampamento, mas, Mila, Rosane e Priscila estavam alegres até demais. Elas olhavam e revisam o folheto do retiro várias e várias vezes, entre sorrisos e planos ingênuos. Por quê não consigo me divertir? Eu esperava por isso, desde o começo do ano! E agora, estou aqui, mais triste do... Sei lá! Estou triste! Acho que o Felipe não iria querer me ver assim! 

Me aproximo das minhas amigas, e pergunto o motivo daquela alegria toda. Cada uma falava uma coisa:
—Mal posso esperar, para ir para a sala de música! — Falava Rosane.
— Eu quero participar... Das atividades de bordado e crochê. — Dissera Priscila.
— Pois eu, Mila Ferreira, quero fazer todas as atividades perigosas. Tais como nadar com tubarões e escalar o monte Everest, muahahaha! — Mila e seu senso de humor implacável.
— Isso nem tem no folheto, Mila! — Retrucou Rosane.
— Ué? Usa a imaginação! — Incentivava Mila.

Somente eu, não conseguia demonstrar minha alegria naquele retiro. Ai, Senhor! Faça-me, pelo menos, esboçar um sorriso. 
Nelson aparece do nada, e põe o braço no meu ombro, sugerindo suas ideias:
— Ei, garotas! Que tal uma caminhada até o lago?
— Com licença, Nelson? — Disse beliscando o braço invasivo dele.
— Eu quero dar uma caminhada! Aqui é um lugar tão lindo! — Os olhos de Mila estavam brilhando. As meninas estavam mesmo empolgadas com esse retiro.
— Vão vocês. Eu vou até o meu chalé, para trocar de roupa. — Eu sei. Esse foi a pior mentira que já disse.
— Ok. A gente vai na frente.— Mila agarrara no braço de Nelson, e o puxara para iniciar a caminhada.

Corri o máximo que pude para o meu chalé, e desabei na minha cama. 

Não queria mais estar ali. Estava tão mal. Acho que nem mesmo, com tanta coisa legal para se fazer, vou conseguir me concentrar. Felipe não sai da minha cabeça!

Rapidamente, olho para o visor do celular, e leio a última mensagem que ele deixou:

*Não se preocupe. Estarei voltando em janeiro. Eu prometo.

Felipe... Por favor... Volte para mim.

Durmo com o rosto molhado pelas lágrimas da saudade. 

Presa naquele retiro, tenho que aguentar as chatices do Nelson. 

Ah, Senhor. Me dê forças!


Continua♥

<<PRÓXIMO CAPÍTULO









Comentários

  1. Capitulo perfeito e muito bem escrito :)

    ResponderExcluir
  2. Esse Nelson... Nuss... Que garoto chato!!!
    #VoltaFelipeUrgente

    ResponderExcluir
  3. Esse acampamento será cheio de emoção
    Tenho certeza :)

    ResponderExcluir
  4. Ai tadinha, tão deprê !
    Sinto que nesse acampamento acontecerão coisas ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acontecerão coisas muito legais, pena que a Clarinha tá triste. Não perca os próximos capítulos
      Beijos Kelly

      Excluir
  5. omg, esse acampameeeento!!!
    As capas estão legais... Mas vai trocando de acordo que você acha legal! <3

    Beijo,
    Fani Fontes - Blog <3

    ResponderExcluir
  6. Paz querida,

    Não tem como não ficar um pouco aqui... Aos blog's parceiros...
    Desejo-lhe um Feliz-Natal e também Boas Festas! ღ •✿•*☆ ♔

    Bjnhs e sucesso sempre ♥

    http://ssimplesmenteprincesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

❀¸¸.*♥*.¸¸.*☆ ❀
Não vai embora sem deixar seu comentário.
Sua opinião é muito importante para mim!♥
❀ ¸¸.*♥*.¸¸.*☆❀

Postagens mais visitadas